Este comboio oferece-nos uma autêntica e memorável experiência, que nos transporta para os dias de glória deste meio de transporte, com a excelente restauração, os múltiplos pratos servidos, o cenário de Napa Valley e o ambiente relaxante, criado por carruagens vintage completamente restauradas.

Fundada pela dinastia Yuan entre os séculos XIII e XIV, Pequim deixa-se descobrir por entre a humidade que abafa o corpo e a névoa que deforma os contornos dos edifícios milenares.

Este cruzeiro tem como missão transportar os seus convidados pela mesma viagem romântica no paraíso do Tahiti, para poderem explorar, experienciar e evadir-se do stress do quotidiano.

Uma boa maneira de visitar a Normandia é aproveitar uma ida à capital de França, Paris, a cidade das luzes, da animação, cultura e azáfama. Normandia é tranquilidade, história e natureza.

Uma cidade com raízes profundas na história americana e que emana cultura pelas suas ruas. Da música Jazz contagiante à deliciosa comida crioula, encontrará nesta cidade uma rica variedade de atracções.

Alguns destinos são puramente hedonistas; outros, poucos, provocam sensações tão intensas que fazem repensar a vida engradecendo-a. A Namíbia, um dos lugares mais singulares e avassaladores do globo, apresenta-se como um país de um magnetismo demiurgo que o coloca no topo da lista de visitas obrigatórias de qualquer viajante sério.

Um destino de Família encantador para miúdos e graúdos, quer seja para visitar zonas famosas do mundo em miniatura, construídas exclusivamente por peças Lego, quer para andar nas montanhas russas, que fazem qualquer criança vibrar de alegria.

O entardecer cai sobre a savana com o seu manto cróceo. A viatura serpenteia a estrada irregular, estacando junto a um portão recém-colocado ao lado do qual algumas bandeiras ondulam à brisa da tarde.

Um destino com atracções de Norte a Sul. Os Pubs citadinos e os castelos assombrados tornam a Irlanda num destino misterioso e encantado. Daí ser palco de algumas filmagens da série Guerra dos Tronos.

Os lençóis são dois sacos-cama térmicos, a colcha são mantas de pele de rena, dorme-se de luz acesa e em vez de mobiliário de quarto existem paredes esculpidas no manto branco. Passar uma noite no ICEHOTEL, o primeiro do género no mundo e a 200 quilómetros de distância do Círculo Polar Árctico, é uma experiência verdadeiramente gelada – e há quem pague para a superar.