0
Shares
Pinterest Google+

O Museu Industrial e Artesanal do Têxtil e a dignificação das tradições e das memórias da terra

Regressamos a Mira de Aire para aprendermos mais sobre as gentes e as tradições do Concelho de Porto de Mós e a visita ao Museu Industrial e Artesanal do Têxtil (MIAT) desempenha aqui um papel primordial na preservação da memória de uma terra antiga e das práticas que sustentaram grande parte da região. Mira de Aire e Minde representaram durante o século XX um dos maiores polos da indústria têxtil portuguesa e o MIAT dignifica a memória das gerações que viveram dedicadas a esta área, proporcionando uma visita à descoberta de uma época de ouro do têxtil em Portugal. “Quantas raças de ovelhas existem em Portugal? O que é o velo? Como se transforma a lã em tecido, tapetes ou mantas? Que máquinas eram utilizadas no processo industrial?” são questões logo de início colocadas e cuja resposta ajuda a melhor compreender o processo desta indústria que em muito se demarcou a nível nacional. Surgido da vontade de preservar o património industrial desta região e com o objectivo de informar os visitantes sobre o modo como se processava a lã no fabrico de carpetes, mantas, fazendas e malhas, o MIAT inicia assim uma verdadeira viagem ao passado e aos modos antigos. A exposição permanente inclui uma vasta maquinaria e equipamentos desta indústria que se fazem acompanhar por painéis informativos. No lugar onde em tempos estava localizado o antigo berçário e creche da Fábrica de Tapetes Vitória, existe agora um espaço audiovisual que permite o conhecimento das diferentes etapas do processo de transformação da lã através de um vídeo que retrata as diferentes fases de tosquia, lavagem, tinturaria, cardação, penteação e tecelagem. Na oficina de alfaiate podemos apreciar de perto os utensílios e as máquinas usados para confecionar os fatos. Para além de inúmeros objectos históricos que o MIAT reúne, há ainda uma impressionante exposição de 170 miniaturas intitulada “Assim se trabalhava a lã”, representando os processos de transformação desde a tosquia até ao produto final. O MIAT proporciona, pois, uma verdadeira viagem no tempo e no conhecimento através de uma colecção realizada na década de 70 e que constitui um acervo inestimável para a compreensão e valorização do ciclo têxtil, que surpreende também pela forma leve e de entretenimento como aborda este assunto, sendo certo que quem o visita sai mais rico e mais orgulhoso de um legado nacional que urge preservar tão bem como aqui, de facto, acontece.

Site: https://www.miat.pt/

Email: miat@miat.pt

Tel. 351.244449269; 351.925986502

Previous post

Castelo de Porto de Mós

Next post

This is the most recent story.